segunda-feira, 2 de agosto de 2010

12ª rodada do Brasileirão

A 12ª rodada do Brasileirão teve como suas principais atrações os quatro clássicos, que aliás nem foram tão emocionantes assim. Mas vamos aos jogos, que como sempre tiveram seu início no sábado.
Fluminense ( 1º ) 3 x 1 Atlético-PR ( 16º ). O Fluminense foi muito superior, apesar do Furacão ter conseguido segurar o que pôde da equipe de Muricy. Sua principal deficiência no Maracanã? Erros individuais em todos os gols do Flu. Erro fatal para um time que tem no comando Muricy Ramalho e Washington inspirado. Mas o Atlético-PR vem mostrando boa evolução daquele time que começou o Brasileirão. Mas é ver se essa derrota não abala a possível reação!
Atlético-GO ( 20º ) 1 x 1 Guarani ( 12º ). Um início animador de jogo. Mas só. O Dragão segue mal e o Bugre em seus intermináveis empates fora de casa. Dois times que vieram da Série B e vão lutar para permanecer na elite com todas as suas forças. Mas se conseguirem, será mais na raça do que técnica propriamente dita. É preocupante!
São Paulo ( 9º ) 2 x 1 Ceará ( 4º ). Enfim o segundo tempo mostrou um São Paulo mais convincente. A vitória não poderia ter chegado em melhor momento no Morumbi. Ricardo Gomes respirou aliviado. Já o Ceará, que tinha uma defesa mais sólida, sentiu, pela primeira vez, a pressão de estar lá em cima e ter que se manter. Não vem jogando tanto nesta volta após a Copa, mas a sua situação ainda é confortável. Mas a pergunta é, até quando?
Palmeiras ( 11º ) 1 x 1 Corinthians ( 2º ). Clássico. O medo de se arriscar foi muito grande. O gol de Jorge Henrique ( impedido ) e Edinho para o Verdão, logo no início, parecia que iria ser eletrizante. Mas não foi. O empate foi justo, pela grande falta de ousadia e o "medo" de perder!
Vitória ( 14º ) 1 x 3 Botafogo ( 10º ). Os três pontos eram previsíveis. O Vitória não foi com seu time titular inteiro, mas deu muito trabalho ao Botafogo, que contava com a estreia de Maicosuel, que sentiu demais a falta de ritmo de jogo e entrosamento. Isso com o tempo vai melhorar. Mas a estrela de outro jogador-chave brilhou. Jobson estava numa tarde inspirada e os três gols passaram por ele. Dois dele e um passe lindo para Edno. A quebra de um jejum de nunca ter vencido o Vitória no Barradão também pode ser destaque. Já o Vitória, está ligado na ingrata missão de derrotar o Santos por mais de dois gols de diferença quarta-feira. Três pontos preciosos para o alvinegro, que agora está a 4 jogos sem perder. Mas agora é não descuidar dentro de casa, o que tem sido mais difícil!
Avaí ( 5º ) 4 x 1 Goiás ( 17º ). Um verdadeiro bombardeio do Avaí pra cima do Goiás, que pode agradecer por não ter sido pior. O Avaí tem um time coeso, desde o ano passado. Já o Goiás, não tem conjunto. Leão está na corda bamba, mas o problema não parece ser só com ele. Depois a confusão em Salvador o time já soma duas derrotas. Desequilíbrio, esse é o nome do Goiás. E parece não ter fim!
Internacional ( 3º ) 0 x 0 Grêmio ( 18º ). O Colorado parece nem ter ido direito pra essa partida, em que o Grêmio precisava demais da vitória. Ela não veio, mas foi mais por culpa de Renan, baita goleiro. Silas está encontrando muita dificuldade de encontrar o padrão de jogo que este time tinha antes da partida contra o Santos. Ainda continuo com a ideia de que a culpa não é dele por mais que os gremistas insistam nisso. Mas a primeira derrota a partir de agora ele cai. Não terá mais base de sustentação. O Inter está vivendo outra situação e encontrará o São Paulo pela frente na Libertadores. A cabeça 100% lá!
Atlético-MG ( 19º ) 0 x 1 Cruzeiro ( 6º ). Um clássico lotado de torcedores do Atlético. Pressão desde o início para o Cruzeiro que conseguiu se sair muito bem. Méritos para Cuca. E críticas para a inoperabilidade do Galo. É incrível que um time com jogadores bons esteja aonde está. O Cruzeiro está subindo. Parece ter tomado outro rumo com Cuca em seu comando. Não que eu goste das trocas de técnicos, mas dessa vez era necessária. E, por enquanto, está dando resultados!
Grêmio Prudente ( 13º ) 1 x 2 Santos ( 7º ). Parte final movimentada. O Santos ganhava tranquilamente por 0 x 2, até o gol no fim do Prudente. Ficou emocionante, com direito até a perda de dois pênaltis. Nada mal não é? A vitória do Santos foi muito boa. Principalmente por estar com o time reserva. A derrota do Prudente parece ter sido "apagada" diante de sua boa atuação no fim. Mas o time ainda é fraco!
Flamengo ( 8º ) 0 x 0 Vasco ( 15º ). Clássico fraco e feio. Nenhum dos dois jogaram o que os mais de 50.000 pagantes queriam e esperavam. O Vasco tentou pressionar com os estreantes Zé Roberto e Felipe, mas não conseguia passar por Marcelo Lomba. O Flamengo pressionou fortemente no final da partida. Mas também parou em Fernando Prass. Num jogo em que as estrelas foram os goleiros, nada mais justo que um 0 x 0 não acham?
Próximas partidas: Botafogo x Atlético-MG; Guarani x Avaí; Corinthians x Flamengo; Santos x Internacional; Goiás x Palmeiras; Ceará x Atlético-GO; Atlético-PR x São Paulo; Grêmio x Fluminense; Vasco x Vitória e Cruzeiro x Grêmio Prudente!

Saudações alvinegras a todoos ;*

Um comentário:

  1. Parabéns pela a análise,disse tudo sobre alguns jogos!beijos
    Igor

    ResponderExcluir